مرحبـاً Selamat Datang Welcome Bienvenue Добро пожаловать Bienvenidos Sejam Bem-vindos

quarta-feira, junho 30

UM CRISTÃO ALÉM DO COMUM


Sundar Singh foi um hindu convertido ao cristianismo tendo exercido a sua atividade apostólica não somente entre as populações não cristãs da Índia, mas por toda a terra. Um jovem hindu deserdado e sem casta, maldito no lar de seus pais e na aldeia em que nascera por causa unicamente de sua fé em Cristo Jesus.
Sundar Singh nasceu em 3 de Setembro de 1889, em Rampur, no Estado de Patiala, ao Norte da Índia. De origem Sikh, foi o último filho de Sirdar Sher Singh, homem rico e respeitado, que o criou no luxo e deu-lhe uma sólida instrução. A sua mãe, que morreu quando tinha catorze anos e para quem rendia um verdadeiro culto, indicou os livros sagrados hindus, nomeadamente o Bhagavad-Gita e o Adi-Adi-Granth.

Aos dezesseis anos, conhecia os Upanishads e o Corão. Entrou em contacto com o Evangelho através de missionários presbiterianos americanos na escola para onde foi enviado. O ensino que recebeu lá o perturbava e o deixava profundamente hostil; rasgou e queimou uma Bíblia que lhe tinha sido oferecida. Mas a angústia persistia. Uma noite de Dezembro de 1904 resolveu pôr um termo às suas lutas internas e encontrar a paz imediatamente ou a morte. Pôs-se a orar em seu quarto, decidido, se não encontrasse o descanso procurado, colocaria a sua cabeça sobre o carril do trem, onde o expresso de Ludhiana passava às cinco horas da manhã. Às quatro e meia vê uma grande luz e nesta luz a forma de Cristo e escutou uma voz que lhe dizia: “Até quando perseguir-me-á? morri para você, sou o Salvador do mundo”. Então compreendeu que Cristo é vivo, pensamento que lhe parecia até então inadmissível, e a paz entrou nele.

A sua família não aceitou que quisesse abandonar a religião dos antepassados para abraçar a de Jesus. Para o seu pai, representava a vergonha que recairia sobre todos se persistisse naquela idéia; um tio prometeu-lhe todas as riquezas – que eram de valor considerável – se residisse com eles. Nada conseguiu mudá-lo. Então seu pai o deserdou e o declarou “fora de casta”, o que, para um Hindu, era a degradação suprema. A escola cristã foi perseguida e teve que deixar o país, ficando apenas Sundar com um camarada Sikh, que também tinha abraçado a fé em Cristo.

Em sinal de ruptura definitiva com a sua raça, cortou sua cabeleira, prática que o Granth proíbe aos Sikhs. Sundar refugiou-se em Ropur com os cristãos que trataram dele. Seu pai fez uma suprema tentativa para retomá-lo; falou-lhe com ternura, evocou a lembrança da sua mãe; mas o jovem homem permaneceu inabalável na sua decisão de servir a Cristo enquanto vivesse. No dia do aniversário dos seus dezesseis anos, em 3 de Setembro de 1905, foi batizado em Simla, no Himalaia. Trinta e três dias após, resolveu viver como santo. Sâdhou leva pigmento cor açafrão, fato consagrado por séculos, e segue, sem lar e sem dinheiro, uma vida de austeridades e privações.

A sua experiência de vida, abre-lhe a porta de todas as castas e de todas as classes, onde pôde repetidamente falar de Cristo às grandes senhoras do país. Sobre a terra congelada do Tibete como também sobre o solo tórrido do Ceilão anda descalço e conserva o mesmo vestuário e os mesmos hábitos de pobreza; Leva com ele apenas o seu Novo Testamento em língua urdu. Começou a pregar o Evangelho na sua aldeia natal, seguidamente nas outras cidades da província do Penjab; foi para o Afeganistão, o Béloutchistan e a Caxemira. Mas não estava preparado para esta existência itinerante e sofreu muito com o frio e as privações, sem falar das dolorosas mortificações. Passou por terríveis lutas internas, principalmente a tentação de voltar à casa paterna e viver como um homem de seu nível; mas nunca se deixou desviar do seu apostolado. Em 1906 encontrou um Americano, o Sr. Stokes que, durante um ano, juntou-se a ele e indicou-lhe François de Base, por quem tinha grande veneração, cedo compartilhado pelo Sâdhou. Continuando a ser só, Sundar fez, em 1908, a primeira viagem ao Tibete. Para se aperfeiçoar, fez dois anos de estudos no colégio Saint-Jean em Lahore (1909-1910). Recusou sempre os títulos que lhe atribuíam; quis ser apenas uma testemunha de Cristo. Retornou ao bispo anglicano a licença de pregar que este o tinha concedido, explicando que queria anunciar o Evangelho onde Deus o enviasse. Em 1912 percorreu Bengala. Resolveu então jejuar durante quarenta dias e quarenta noites; retirou-se na selva e passou este tempo a conversar com Cristo. À medida que as suas forças físicas declinavam, o seu espírito encontrava-se vivificado e a sua dependência, no que diz respeito a Deus. Guardas florestais encontraram-no completamente esgotado e transportaram-no à Dehra Dun, seguidamente à Annfield onde foi cuidado. Em 1913 e 1914 percorreu o Sikkim, o Bhutan e o Nepal. Seguiu Sundar pregando no Sul da Índia, no Ceilão, na Birmânia, na China e no Japão. Em 1918 visitou a América e a Europa. Em Outubro de 1919 voltou a Rampur; havia catorze anos que não via seu pai; este se converte e Sundar o batizou. Em 1920, Sundar Singh foi à Inglaterra, onde o diretor do Colégio missionário de Selly Oak disse sobre ele: “Não é tão somente acima das nacionalidades, mas também acima das igrejas”. Em Março parou em Paris, seguidamente visitou a Irlanda e a Escócia. Em Londres falou a cerca de 10.000 pessoas; seguiu para os Estados Unidos, Austrália, Palestina onde freqüentemente tivesse desejado retornar. Em 1922 percorreu a Suíça, a Alemanha, e a Suécia. Acredita-se que tenha morrido no sopé do Himalaia em 1929.

Sua história está registrada no livro de Boanerges Ribeiro - " O Apóstolo dos Pés Sangrentos".

terça-feira, junho 29

FORTIFICANTE ESPIRITUAL

Tome quando precisar

1 – Quando a caminhada é dura, veja o que sobrou, não o que você perdeu.
2 – Preocupe-se menos e ore mais.
3 – Senhor, ajude-me a aceitar o que não pode ser mudado.
4 – Obrigado Senhor;
Tu és a luz que nunca se apaga
Tu és o olho que nunca se fecha
Tu és o ouvido que nunca se torna surdo
Tu és a mente que nunca desiste
Tu és a mão que nunca deixa de se estender
5 – Não orarei pedindo uma vida fácil.
Vou pedir que seja uma pessoa forte.
6 – Nada é difícil demais para fazer
Se é forte a fé e o meu querer.
Não vou parar, jamais desistir
7 – Vou parar de me queixar das coisas que não tenho e vou começar a aproveitar ao máximo as que eu tenho!
Que coisa me faz sentir gratidão pelo dia de hoje?
8 - Para Jesus, cada problema é uma oportunidade:
Enfermidade - oportunidade para cura
Pecado - oportunidade para o perdão
Sofrimento - oportunidade para a compaixão
9 – Não se obtém nada sem sofrimento. Devo estar progredindo porque estou sofrendo. Aleluia!
10 – Tenho esperança! Continuarei firme, orando e esperando
Marília A F. Cândido

MAIS FOTOS








A QUEM EU DARIA O NOBEL - NÃO DARIA A SARAMAGO



Uma história de ousadia e obediência a Deus

Em dezembro de 1989 Delci Esteves dos Santos, integrante da Missão Antioquia, desembarcava em Moçambique com a missão de iniciar uma Escola Bíblica Dominical em uma igreja no país africano. Por algum tempo foi este o trabalho que ela desenvolveu em igrejas, até o dia que se deparou com uma triste cena: andava em uma rua de Maputo, por volta da hora do almoço, o sol escaldante, e uma criança, entre muitas que perambulavam pelas ruas, dormia na calçada. Delci ajeitou o corpinho franzino, e subiu a ladeira com lágrimas nos olhos e um sentimento no coração despertado por Deus. O que fazer por aquelas crianças, a maioria, vítimas da guerra? Com 100 dólares, dinheiro que chegava por mês para o seu sustento, parecia difícil. Mas quando Deus tem um plano, nada é impossível. Com a ajuda de irmãos, ela conseguiu um lugar para iniciar uma escola bíblica com crianças. A princípio eram 30 meninos e meninas que se reuniam aos sábados de manhã, único tempo livre da missionária. Eles ouviam a palavra de Deus e recebiam pão e leite.
Delci começou a sonhar com um lugar onde aquelas crianças pudessem se sentir como se estivessem na casa delas, com pátio para brincar, árvores, enfim, espaço e condições para terem uma vida saudável. Até que apareceu um terreno que atendia às expectativas da missionária e sua equipe. Mas faltavam os recursos. Delci pediu a Deus uma confirmação de que aquele era o local certo para dar início ao projeto: 3000 mil dólares de uma única pessoa, esse seria o sinal para prosseguir com o projeto. Nesta época voltou ao Brasil onde ficou 40 dias pregando em igrejas. No último dia recebeu de um irmão, uma oferta, era exatamente o valor estipulado. Mas ainda não era suficiente para dar início. Mas Deus foi enviando os recursos.
Hoje, 14 anos depois, a Casa das Formigas é um Centro de Apoio à Criança e oferece assistência escolar, médica, profissional, alimentar e espiritual a mais de 400 crianças e adolescentes. A maioria vem de família pobre e vive em situação de risco. Todas estão na escola regular e durante o restante do dia participam de várias atividades na Casa como: oficinas de artesanato, reforço escolar, estudo bíblico e outras. A Casa conta com 67 funcionários. O projeto abriga, em tempo integral, 70 crianças órfãs ou abandonadas pela família. E ainda moram com a missionária Delci, 14 crianças, algumas, doentes de aids.

A NARCOLEPSIA CRISTÃ DO NOSSO TEMPO

A Narcolepsia é um distúrbio do sono no qual o indivíduo apresenta sonolência excessiva, em situações impróprias como ao conduzir um automóvel ou mesmo durante uma conversa.
Em geral os primeiros sintomas começam apenas no início na segunda década de vida.
É um mal hereditário que causa sonolência excessiva durante o dia, fraqueza muscular, cochilos repentinos a até alucinações.
Associando ao que a Bíblia diz em Romanos:" E isso fazei, conhecendo o tempo, que já é hora de despertardes do sono; porque a nossa salvação está agora mais perto de nós do que quando nos tornamos crentes"; será que não estamos tendo o mesmo desequilíbrio no âmbito espiritual?
A sonolência que sentimos na época presente, tem uma certa semelhança com o distúrbio citado, e podemos constatar que muitos de nós estão dormindo um sono muito mais perigoso - o da alienação frente a maldade dominante - a falta de interesse genuíno de uns pelos outros e a farsa que pregamos acerca de nós mesmos. Estamos dormindo, encostados na graça de Deus, isufruindo dessa bênção sem reciprocidade, sem muitas vezes movermos uma palha no que diz respeito ao reino de Jesus Cristo. Nossos interesses estão acima dos do Pai, porque nossos olhos estão voltados para o nosso umbigo. Despertemos da nossa letargia o quanto antes.

segunda-feira, junho 28

Se não HOJE? QUANDO? Se não VOCÊ? QUEM?


Interessante os emails que recebo: Uns são de teor espiritual, muito edificantes; outros trazem piadas bem divertidas; outros, nem tanto... Uns com notícias de missões; outros notícias seculares; outros ainda, de propaganda - esses spans - que enchem nossa caixa de correspondência.
Os de teor missionário tocam meu coração e me empenho em encaminhar os meus pedidos de oração, palavras de conforto e pedidos de "investimento financeiro", que muitas vezes chegam, como pedido de socorro desses heróis do século Vinte e um. Sei que o retorno é mínimo, no entanto, me dedico a compartilhar com outros a paixão por aqueles que estão tão longe e que precisam de nós.
Se não HOJE? QUANDO?
Se não VOCÊ? QUEM?

sábado, junho 26

O DESFIBRILADOR DA GRAÇA DE DEUS


Desfibrilador é um equipamento utilizado na parada respiratória ,com objetivo de restabelecer ou reorganizar o ritmo cardíaco . O socorrista usa a desfibrilação, para reverter o quadro dramático do paciente, aplicando uma corrente elétrica.

Muitas vezes Deus usa de meios, dramáticos ou não, para nos trazer de volta à vida abundante que Ele deseja que vivamos. A frieza cristã, hoje em dia, está levando à morte espiritual muitos homens e mulheres, que conscientes ou não, estão perdendo sua vida cheia do Espírito. A corrente elétrica que precisamos, talvez esteja num livro a ser lido, numa pregação de um culto que perdemos, um cântico que deixamos de ouvir porque não escutamos mais música evangélica, ou então está por vir numa intervenção mais dramática, como uma doença, um acidente ou uma perda singular. Meu alerta para você, é que enquanto estiver lendo este pequeno comentário, se dê conta do labirinto de decepções em que está mergulhado e saia desta cilada o mais rápido possível. Volte-se para o entusiasmo da presença de Deus. Volte-se para a vida em abundância. Volte-se para as fontes de água viva e abandone de vez, cisternas rotas que não retém águas purificadoras. Procure restauração o quanto antes. Qeum sabe se não estamos precisando de um "choque" para "acordar" os batimentos cardíacos espirituais? Deus te abençoe!

quinta-feira, junho 24

Que adoração é essa?//ARTIGOS DA PRI


ARTIGO RECENTE DA PRISCILA

Semana passada  preguei num lual para jovens da igreja e alguns visitantes, a palavra foi Genesis 15:5 quando Deus conduz Abraão para fora de sua tenda e pede que ele olhe as estrelas do céu e depois o desafia a contá-las e o numero (que ele provavelmente não conseguiria contar) seriam os descendentes que Deus daria a ele.
 Mas o céu estava com varias nuvens então não conseguimos contemplar o céu com todas as suas estrelas reluzentes e mesmo com o céu encoberto e  não conseguindo ver sabíamos que as estrelas  ainda estavam lá, apenas existia uma barreira que impedia nossa visão.
 Às vezes, diante de tantos problemas e situações  você não consiga enxergar  as promessas, as bênçãos, a aliança, a proximidade de Deus , mas não quer dizer que estas coisas não existam ou não estejam lá te esperando, talvez seja apenas um tempo de nuvens e de céu nublado, mas quando Deus soprar uma pequena brisa  as nuvens vão começar a sair do caminho e seus olhos contemplarão  o céu repleto de estrelas e daí você vai lembrar quantas coisas Ele te prometeu , e você terá a certeza que não está sozinho, de que pode caminhar mais um pouco, vai se encher de coragem, de um novo ânimo.
Você terá a capacidade de andar satisfeito num deserto como se fosse um jardim arborizado e repleto de flores coloridas e fontes de água fresca porque você não vai andar pelo que vê, mas pelo o que acredita.
Ele sempre tem uma nova história para nós...
Esperando por ELE,
Priscila Papadopoulos Tenório


Toda religião tem culturalmente sua expressão de adoração e louvor, sejam através de musicas e danças ou manifestações espontâneas individuais. E nós cristãos também nos expressamos em adoração tocando vários instrumentos, reunindo os melhores cantores e excelentes dançarinos , batendo palmas e dando brados de louvor.
Já escutei que na hora do louvor da igreja quem fica sentado está oprimido, como se houvesse um padrão de expressão,onde é necessário chorar e levantar os braços porque é assim que todo mundo faz e é assim que se adora o Deus das igrejas evangélicas.
Mas lendo a passagem em que Jesus diz a mulher samaritana que os verdadeiros adoradores adorariam em espírito e em verdade entendemos que a adoração bíblica começa quando a musica para de tocar, os microfones são desligados, as luzes são apagadas e as portas dos templos são fechadas.
Quando a mulher de Samaria pergunta a Jesus sobre onde adorar, ela levanta uma questão contundente, porque para os samaritanos o lugar de adoração era o monte Gerizim e para os judeus era em Jerusalém e Jesus como o messias responde que não era em nenhum desses lugares, mas os verdadeiros adoradores saberiam onde e como adorar.
A adoração bíblica não está ligada a lugares ou a templos, os adoradores que Deus tanto procura são aqueles que o adoram em espírito e em verdade. Depois de ver e rever a teologia sobre esta passagem eu me pergunto o que seria adorar em espírito e em verdade na prática, e no dia a dia?
Adoramos em espírito porque não precisamos de lugares ou tempos especiais para agradar a Deus em adoração, não é necessário musica, luzes ou danças, na realidade estamos muito ocupados em organizar um momento de adoração como se Deus pudesse se encantar com nosso espetáculo e esquecer o resto, esquecer nossas escolhas erradas, e não lembrar que não amamos ao nosso próximo como a nós mesmos em nosso cotidiano.
A adoração que Deus procura é realizada no dia a dia, em nossas escolhas. É quando procuramos a justiça de Deus e não a nossa própria justiça; é quando amamos nosso inimigo mesmo que tenhamos vontade de matá-lo; é quando perdoamos mesmo sem vontade, apenas porque escolhemos isso; é renunciar sua vida , seu tempo e até seu dinheiro em função do próximo.
A adoração que agrada a Deus é aquela onde optamos viver seus princípios que estão na contra mão do mundo em que vivemos. É viver a verdade que liberta, é ter atitudes de gente alcançada pela Redenção.
Ele é o Deus que tem todo o poder, é a esperança para os perdidos,é a paz que excede todo entendimento, então vamos adorá-lo nas ruas, nos bancos, nas escolas,no trânsito, no trabalho,vamos adorá-lo em espírito e em verdade, adorá-lo não somente com sons mas com atitudes que revelam seu poder em nós, o poder de transformar pecadores em santos, redimidos para adorá-lo eternamente.
Esperando por ELE,
Priscila Papadopoulos Tenório
RESGATE RADICAL EM AÇÃO.

5 PILARES QUE QUALIFICAM UM LÍDER QUE DESEJA SER USADO POR DEUS.

1 - Vida de Oração Vibrante e inspiradora.
2 - Conhecimento dinâmico, contagiante e profundo da Palavra de Deus.
3 - Vida de testemunho autêntico.
4 - Interesse genuino pelas pessoas e desejo intenso de servir.
5 - Fogo no altar da consagração, em outras palavras - unção.

MISSÕES - UMA TOCHA QUE ARDE!

PROJETO ÁFRICA - Pr Fellipe Parizio

Projeto África – Moçambique 2013

No meio do semestre de 2012, fui convidado para fazer parte de um projeto para Moçambique, com um grupo de várias igrejas e durante 15 dias, pelo pr. Paulo Sexto Bahia da PIB de Ricardo de Albuquerque. Foram momentos inesquecíveis, onde pudemos servir ao Senhor tão intensamente que geraram alguns frutos... Dentre eles, está o Projeto África – Moçambique 2013. Desde que retornei de lá, ou melhor, desde que ia retornando, senti em meu coração uma falta que não conseguia compreender. Ao retornar, minha mente não parava de me levar de volta; então comecei a orar e pedir direção a Deus para que me mostrasse sua vontade. Foram alguns meses de lágrimas, clamores e muitas respostas surpreendentes; por isso, estou lançando esse grande desafio de retornar para África; só que agora, apenas eu, minha mulher (Sara), meu filho (Mateus) e minha filha (que ainda está no ventre de sua mãe).

Dentre algumas das respostas de oração, está a vinda de um pastor moçambicano que veio ao Brasil buscar apoio de nossas igrejas para começar um projeto interdenominacional de evangelização na África, em Beira – Moçambique. Sabendo ele da minha ida para lá, por meio de um amigo, quis me conhecer para conversarmos sobre o projeto que participei e o dele. Fizemos uma possível aliança de irmos em 2013, mas ainda precisava de muitas outras coisas, como o apoio da família, amigos, igreja, o recurso para passaporte e passagens, etc. Entretanto, Deus foi abrindo às portas de uma maneira extraordinária que confirmou esse sonho no coração da minha esposa, a aceitação dos amigos e da igreja foi muito boa, apesar de eu ser o pastor da igreja; além Dele ter enviado muitas pessoas que nem me conheciam para me direcionarem e me apoiarem, e enviar o recurso para podermos comprar as passagens que custaram R$ 9.613,00 para nós três e agora só nos resta o recurso necessário para nos mantermos naquele país. A viagem já está marcada para o dia 13/02/2013 com previsão de volta para Dezembro e estamos indo pela fé (Rm 1:17), contando que o nosso Pai suprirá todas as nossas necessidades; e para isso, quero lhe convidar a fazer parte dessa maravilhosa obra, contribuindo com suas orações e recursos para que possamos juntos cumprir o grande chamado de ganharmos almas para Cristo.

O projeto consiste em começarmos uma base missionária chamada de Centro Africano de Evangelização (CEAFE), onde estaremos capacitando e formando novos missionários e líderes para toda a África, começando por Moçambique e países em volta, como: Zimbábue, Malaui, Tanzânia, Zâmbia...e quem sabe até mais ao norte da África onde passa a tão conhecida janela 10x40, onde há muita dificuldade do evangelho chegar. Além disso, Iremos dar suporte às igrejas locais oferecendo orientação pastoral e evangelística a fim de que sejam edificadas e cresçam para Glória de Deus. Outrossim, o retorno no início do segundo semestre a Mocuba para continuação do trabalho realizado em 2012 (Capacitação, pregação, apoio às igrejas e orfanato, distribuição de bíblias e livros, etc), com a preparação para a chegada dos missionários brasileiros.

Vamos precisar de um grupo de intercessores para nos apresentar diante de Deus e mantenedores para nos enviar uma oferta mensalmente até o dia do nosso retorno ao Brasil. Se você entendeu que é vontade do nosso Salvador esse projeto, você pode enviar sua oferta para o Banco: Itaú, Agência: 6893, Conta Corrente: 07661-9. Meu e-mail é fellipeparisio@hotmail.com ou fellipeparisio@gmail.com, telefones: 30155331 ou 84070605; após a viagem você poderá entrar em contato pelos números: 33909704 ou 84666364 que pertencem aos irmãos que ficarão responsáveis por enviar os recursos arrecadados.

Desde já, quero agradecer a sua atenção... Deus te faça prosperar em todos os teus caminhos!!!

Atenciosamente,
E agora com a filhinha Sara
Pr. Fellipe Parisio Niino


ÚLTIMA CARTINHA - JULHO/AGOSTO DE 2014.

DIA DA CRIANÇA MOÇAMBICANA


PROJETO SOCIAL: Escolinha de Alfabetização para crianças.
Queridos amigos, estamos com o desafio de começarmos neste ano de 2014 no mês de fevereiro uma escolinha de alfabetização aqui em Moçambique /África, na aldeia em que trabalhamos. Para concretizar este projeto precisamos de recursos como: ajuda financeira para o instrutor moçambicano e seu ajudante, material didático, ingredientes para darmos o café da manhã, entre outros. Sozinhos não conseguimos, por isso pedimos a sua colaboração. Com apenas R$ 25,00 mensais você poderá ajudar a manter um aluno na escolinha. Temos como meta matricular 40 alunos divididos em duas turmas. Quem quiser adotar uma criança na escolinha entre em contato conosco através do facebook ou email (saramissoess@gmail.com). Nossa conta é Banco do Itaú, Agência 6893, Conta-Corrente 07661-9 e sempre confirmar por mensagem o dia de depósito e seu nome!
" Você pode não mudar o mundo inteiro, mais poderá mudar o mundo de alguém".


1º BATISMO EM MOÇAMBIQUE PELO TRALHO DO PR FELIPE E FAMÍLIA





quarta-feira, junho 23

HUMOR - CASTIGO NA CHINA

HUMOR
Assunto: Castigo na China



Estavam bebendo numa praça da China: um americano, um argentino e um brasileiro.

Só que na China isso é proibido e eles foram pegos em flagrante.

Presos, foram mandados ao Juiz pra receberem sua sentença.
O Juiz deu uma bronca enorme e disse que cada um ia receber 20 chicotadas como punição.

Só que estavam em transição entre o ano do cão e o do rato, então cada prisioneiro tinha direito a um pedido:
- Você americano! Seu país é racista, capitalista e eu odeio vocês, mas promessa é promessa!

Qual o seu desejo, desde que não seja escapar da punição?
- Quero que amarrem um travesseiro nas minhas costas!
- Que assim seja!
E tome as chicotadas com o travesseiro nas costas.

Lá pela décima chicotada o travesseiro cedeu e o americano levou 10 chicotadas das 20 prometidas.
- Sua vez argentino! Seu povo é muito arrogante e trapaceiro. Odeio vocês, mas promessa é promessa!! Qual o seu desejo?
- Que amarrem 2 travesseiros nas minhas costas!
E assim foi. Lá pela décima quinta chicotada os travesseiros cederam e o argentino tomou 5 das 20 chicotadas. Mas ficou feliz porque passou a perna no americano!
Foi a vez do brasileiro.
- Ora, ora, você é brasileiro.... povo simpático, bom de futebol, humilde... como eu gosto do seu povo você terá 2 pedidos!! - Bem, eu quero levar 100 chicotadas...
- Espantoso!! Ainda por cima é corajoso!! Seu pedido será realizado!! Qual é o próximo pedido?
- Amarra o argentino nas minhas costas!!

VIVA A COPA 2010

terça-feira, junho 22

10 ERROS QUE UM CASAL NÃO PODE COMETER


1 - Encher a cabeça dos pais com seus problemas.
2 - Ser educado e gentil com amigos, parentes e seu chefe, e ser uma topeira com seu conjuge.
3 - Esperar que seu cônjuge seja o "Mágico dos relacionamentos", o "super-homem" na solução de problemas, ou a "Mulher Maravilha" da perfeição no lar.
4 - Deixar que o padeiro da esquina elogie mais a sua (seu) esposa do que você.
5 - Esconder que o saldo do banco é maior do que o que passou para o seu cônjuge. Em outras palavras: Não esconda nada do seu parceiro(a).
6 - Fazer do seu casamento um funeral. Cultive o bom humor. Dê muitas risadas. Dê uma pancada no mau humor.
7 - Não finja que gostou de tudo... A máscara no casamento deve ser tirada a todo custo.
8 - Jamais arranquem cabelos um do outro na frente das crianças. Uma discussão deve ser feita longe delas. Ou então evite brigas a todo custo e resolva na base da conversa e clame a Deus por domínio próprio.
9 - Jamais ridicularize seu cônjuge em público. Defenda-o ou cale-se para sempre!
10 - Não deixe que a família dela (e) dê mais atenção e carinho no relacionamento, do que você. Abraços e demonstração de afeto são insubstituíveis.

Nota: Minha adaptação de um estudo que ouvi.

 45 LIÇÕES PARA A VIDA

Para celebrar o envelhecer, Regina Brett, que completou 90 anos e mora em Cleaveland, Ohio, uma vez escreveu 45 lições que a vida ensinou para ela. É a coluna mais requisitada que ela já escreveu. Ei-la:
1. A vida não é justa, mas ainda é boa.
2. Quando estiver em dúvida, apenas dê o próximo pequeno passo.
3 A vida é muito curta para perdermos tempo odiando alguém.
4. Seu trabalho não vai cuidar de você quando você adoecer. Seus amigos e seus pais vão. Mantenha contato.
5. Pague suas faturas de cartão de crédito todo mês.
6. Você não tem que vencer todo argumento. Concorde para discordar.
7. Chore com alguém. É mais curador do que chorar sozinho.
8. Está tudo bem em ficar bravo com Deus. Ele aguenta.
9. Poupe para aposentadoria começando com seu primeiro salário.
10. Quando se trata de chocolate, resistência é em vão.
11. Sele a paz com seu passado para que ele não estrague seu presente.
12. Está tudo bem se teus filhos te virem chorar.
13. Não compare sua vida com a dos outros. Você não tem ideia do que se trata a jornada deles.
14. Se um relacionamento tem que ser um segredo, você não deveria estar nele.
15 Tudo pode mudar num piscar de olhos; mas não se preocupe, Deus nunca pisca.
16. Respire bem fundo. Isso acalma a mente.
17. Se desfaça de tudo que não é útil, bonito e prazeirozo.
18. O que não te mata, realmente te torna mais forte.
19. Nunca é tarde demais para se ter uma infância feliz. Mas a segunda só depende de você e mais ninguém.
20. Quando se trata de ir atrás do que você ama na vida, não aceite não como resposta.
21. Acenda velas, coloque os lençóis bonitos, use a lingerie elegante. Não guarde para uma ocasião especial. Hoje é especial.
22. Se prepare bastante, depois deixe-se levar pela maré…
23. Seja excêntrico agora, não espere ficar velho para usar roxo.
24. O órgão sexual mais importante é o cérebro.
25. Ninguém é responsável pela sua felicidade além de você.
26. Encare cada “chamado” desastre com essas palavras: Em cinco anos, vai importar?
27. Sempre escolha a vida.
28. Perdoe tudo de todos.
29. O que outras pessoas pensam de você não é da sua conta.
30. O tempo cura quase tudo. Dê tempo.
31. Indepedentemente se a situação é boa ou ruim, irá mudar.
32. Não se leve tão à sério. Ninguém mais leva…
33. Acredite em milagres.
34. Deus te ama por causa de quem Deus é, não pelo o que você fez ou deixou de fazer.
35. Não faça auditoria de sua vida. Apareça e faça o melhor dela agora.
36. Envelhecer é melhor do que a alternativa – morrer jovem.
37. Seus filhos só têm uma infância.
38. Tudo o que realmente importa no final é quem você amou.
39. Vá para a rua todo dia. Milagres estão esperando em todos os lugares.
40. Se todos jogássemos nossos problemas em uma pilha e víssemos os de todo mundo, pegaríamos os nossos de volta.
41. Inveja é perda de tempo. Você já tem tudo o que precisa.
42. O melhor está por vir.
43. Não importa como você se sinta, levante, vista-se e apareça.
44. Produza.
45. A vida não vem embrulhada em um laço, mas ainda é um presente.

segunda-feira, junho 21

DENÚNCIA CONTRA ESTRUME QUE A MÍDIA LANÇA NO MAR DAS NOTÍCIAS.


Comentarios de uma brasileira medica em Israel.

Sei que todos já estão cansados de ouvir falar do que aconteceu em Gaza nesta semana, mas como ouvi muitas asneiras por aí, resolvi contar a vocês a minha versão da história. Eu não quero que pensem que virei alguma ativista ou algo do gênero. Eu continuo a mesma Ana de sempre. Mas por ter feito parte desse episódio, não posso me abster de falar a verdade dos fatos. Eu estava lá! Ninguém me contou. Não li no jornal. Não vi fotos na Internet ou vídeos no Youtube. Vi tudo como foi mesmo, ao vivo e com muitas cores. Como vocês sabem, eu estou servindo com médica na medicina de emergência do Exército de Israel, departamento de trauma. Isso significa: medicina em campo.
4:30h da manhã de segunda-feira: meu telefone do Exército começa a tocar. Possíveis conflitos em Gaza? Pedido de ajuda da força médica, garantir que não faltarão médicos. Minha ordem: aprontar-me rapidamente e pegar suprimentos, o helicóptero virá me buscar na base. No caminho, me explicam a situação. Há um navio da ONU tentando furar a barreira em Gaza. Li todos os registros fornecidos pela inteligência do Exército (até para entender o tamanho da situação). O navio se aproximou da costa a caminho de Gaza. O acordo entre Israel e a ONU é que todos os barcos devem ser inspecionados no porto de Ashdod em Israel e todos os suprimentos devem ser transportados pelo nosso Exército a Gaza. Isso porque cerca de 14 mísseis tem sido lançados de Gaza contra Israel diariamente. E não podemos permitir que mais armamento e material para construção de bombas seja enviado ao Hamas, grupo terrorista que controla gaza. Dessa forma, evitamos uma nova guerra. Ao menos por agora.
O navio se recusou a parar. Disseram que eles mesmo entregariam a carga a Gaza. Assim, diante de um navio com 95% de civis inocentes (os outros 5% são ativistas de grupos terroristas aliados ao Hamas, que tramaram toda essa confusão), Israel decidiu oferecer aos comandantes do navio que parassem para inspeção em alto mar. Mandaríamos soldados para inspecionar o navio e se não houvesse armamento ele poderia seguir rumo a Gaza. Essa foi uma atitude extremamente pacifista do nosso exército, em respeito aos civis que estavam no navio. E, se não há armamento no navio, qual é o problema de que ele seja inspecionado? Os comandantes do navio concordaram com a inspeção.
5:00h - Minha chegada em Gaza. Exatamente no momento em que os soldados estavam entrando nos barcos. E foram gratuitamente atacados: tiveram suas armas roubadas, foram espancados e esfaqueados. Mais soldados foram enviados, desta vez para controlar o conflito. Cerca de 50 pessoas se envolveram no conflito, 9 morreram. Morreram aqueles que tentaram matar nossos soldados, aqueles que não eram civis pacifistas da ONU, mas sim militantes terroristas que comandavam o grupo. Todos os demais 22 feridos entre os tripulantes do navio, foram atendidos e resgatados por nós, eu e minha equipe e enviados para os melhores hospitais em Israel.
Entre nós, nove feridos. Tiros, facadas e espancamento. Um deles ainda está em estado gravíssimo após concussão e seis tiros no tronco. Meninos entre 18 e 22 anos, que tinham ordem para inspecionar um navio da ONU e não ferir ninguém. E não o fizeram. Israel não disparou nem o primeiro, nem o segundo tiro. Fomos punidos por confiar no suposto pacifismo da ONU. Se soubéssemos a intenção do grupo, jamais teríamos enviados nossos jovens praticamente desarmados para dentro do navio. Ele teria sim sido atacado pelo mar. E agora todos os que ainda levantam a voz contra Israel estariam no fundo mar.
Depois de atender os nossos soldados, me juntei a outra parte da nossa equipe que já cuidava dos tripulantes. Mesmo com braceletes dizendo médico em quatro línguas (inglês, turco, árabe e hebraico) e estetoscópios no pescoço, também a nós eles tentaram agredir. Um deles cuspiu no nosso cirurgião. Um outro deu um soco na enfermeira que tentava medicá-lo. Além de agressores, são também ingratos. Eu trabalhei por 6 horas seguidas atendendo somente tripulantes do navio. Todo o suprimento médico e ajuda foram oferecidos por Israel. Depois do final da confusão o navio foi finalmente inspecionado. Lotado de armas brancas e material para confecção de bombas caseiras. Onde é que está o pacifismo da ONU??? Na terça-feira, fui visitar não só os nossos soldados, mas também os feridos do navio. Essa é a política que Israel tenta manter: nós não matamos civis como os terroristas árabes. Nós não nos recusamos a enviar ajuda a Gaza. Nós não queremos mais guerra. Mas jamais vamos permitir que matem os nossos soldados.
Só milionário idiota que acha lindo ser missionário da ONU não entende que guerra não é lugar para civis se meterem. Havia um bebê no barco (que saiu ileso, obviamente): alguém pode explicar por que uma mãe coloca um bebê em um navio a caminho de uma zona de guerra? Onde eles querem chegar com isso? Eles não entendem que foram usados como ferramenta contra Israel, e que a intenção nunca foi enviar ajuda a Gaza e sim gerar polêmica e criar ainda mais oposição internacional. E continuam sem entender que dar força ao terrorismo do Hamas, do Hezbollah ou do Irã só significa mais perigo. Não só a Israel, mas ao mundo todo. E o presidente Lula precisa também entender que desta guerra ele não entende. E que o Brasil já tem problemas demais sem resolver. Tem mais gente passando fome que Gaza. Tem muito mais gente morrendo vítima da violência urbana no Rio do que mortos nas guerras daqui. E passar a cuidar dos problemas daí. Dos daqui, cuidamos nós.
Eu sempre me orgulho de ser também brasileira. Mas nesta semana chorei. De raiva, de raiva de ver que especialmente no Brasil, muito mais do que em qualquer outro lugar, as notícias são absolutamente destorcidas. E isso é lamentável. Não me entendam mal. Eu não acho que todos os árabes são terroristas. Mas sei que quem os controla hoje é. E que esta guerra não é só contra Israel. O Islamismo prega o extermínio de todo o mundo não árabe. Nós só somos os primeiros da lista negra. Por favor, encaminhem este e-mail aos que ainda não entendem que guerra é guerra e que os terroristas não são coitadinhos. Eu prometo escrever da próxima vez com melhores notícias e melhor humor. Tenho algumas boas aventuras pra contar.

TÁ DENTRO?



Se a Igreja Primitiva, gozava de uma excelente comunhão, isso é inegável. Cabe a nós como cristãos, vivermos de uma maneira, que sejamos promotores de uma comunhão saudável e duradoura. Para que isso aconteça, é mister detectar, ou mesmo rotular, sem falsa hipocrisia aqueles que desejem promover esta bendita capacidade de envolvimento humano.

VEJAMOS ALGUNS PERSONAGENS QUE IMPEDEM A COMUNHÃO, ou pelo menos a dificultam:
1 - O Apressadinho.
Reclama do horário,chega atrasado e é o primeiro a sair. Não tem tempo para nada. Vive correndo de um lado para o outro, só atrás dos seus interesses. Reclama que o culto está muito longo e que não pode ficar até mais tarde papeando... Isso é perda de tempo. Tem que dormir cedo...
2 - O Caladinho
Entra mudo e sai mais mudo ainda. Não tem prazer em conversar com ninguém. Não se esforça para puxar conversa com quem quer que seja. É um dos opositores de uma comunhão saudável. Se depender dele, este campo será estéril.
3 - O Desligadinho
Não fica sabendo de nada do que acontece em seu meio. Sua comunicação é péssima, pois só fica sabendo das coisas, quando já aconteceram. Vive na moita. Seus interesses via comunhão são secundários.
4 - O Complicadinho
Põe defeito em tudo. Encontra problema em tudo. Para ele tudo é complicado. Tudo é difícil. Atrapalha a comunhão com seus intermináveis questionamentos.
5 - O Sensivelzinho.
É uma casquinha de ovo nos relacionamentos. Não consegue conviver com as dificuldades. Não aceita ser contrariado. Pisou no pé dele é o fim. Não consegue perdoar. Guarda mágoas no coração e acaba complicando assim, sua vida de comunhão com os outros e com Deus. É por demais susceptível.
6 - O Religiozinho - Acha-se no direito de pegar no pé de todo mundo com sua falsa percepção de santidade. Vive numa esfera de legalismo insuportável. Não vive uma santidade real e humilde diante de Deus e dos homens. Tem uma faixa de orgulho no peito que desfavorece a comunhão entre os irmãos.
7 - O Tagarela( ou faladorzinho) - Fala demais, não deixando as pessoas se expressarem. Toma conta da conversa. Não consegue se conter. Fala até pelos cotovelos. Se dá mal muitas vezes, mas não consegue se manter calado. Não tem prazer na empatia. Não consegue prestar atenção no que as pessoas estão dizendo. Não se concentra em ouvir, pois quer falar o tempo todo. Este personagem é um desastre para a comunhão bilateral.
Bom! Devo dizer que a lista é grande. Vou pensar em outros personagens para postar aqui. Depois volto.



Adaptado de um estudo do
Pr Lucas de Paiva Pina

ESTUDO BÍBLICO

COMO A IGREJA PRIMITICA AVANÇAVA

Atos 9:31 - Um retrato da Igreja primitiva

1 - Havia uma liderança qualificada At 1:12-14; 6:35
2 - Poder do Espírito Santo Operando
Os cristãos receberam o poder esperado mediante uma atitude de obediência às palavras de Cristo para ficarem em Jerusalém até que se cumprisse o "Pentecostes".
3 - Vida de Oração - simples assim At 2:42; 4:31
Uma igreja que ora, não fica estagnada, infrutífera, ou aleijada.
4 - Estavam sempre juntos.
O prazer da comunhão.
A alegria de compartilhar o comum.
Um extraordinário envolvimento comunitário.
5 - Os Problemas eram resolvidos
At 5:1,2; 15:28,29 At 6:1-5; 11:1
Igreja abençoada também tem problemas
A importãncia de se enfrentar o problema e resolvê-lo. A santidade do viver está sendo desprezada. Houve murmuração, mas o prolema foi encarado de frente. Não ficavam empurrando com a barriga.
6 - Pregação do Evangelho.
O perigo de mercadejar a Palavra
O perigo da pregação que olvida o pecado.
A pregação sem a exigência de uma mudança de vida é enganosa.

PECADO ARANHA


Ontem o pr da igreja pregou sobre arrependimento de pecado - Uma pregação antiga, mas negligenciada. Essa nunca deixou de ser a pregação do profeta João Batista, e muito menos deixou de sair da boca de Jesus. Essa era a pregação de Paulo por todo lugar (Atos 20:21). E assim deveria ser conduzido os homens - para a cruz, com reconhecimento sem enrrolação, daquilo que deveria chamar mais a atenção das pessoas - o seu pecado. Porém, esta mensagem, está coberta de teias de aranha. Não estou falando do "Homem Aranha", mas do "Pecado aranha" que enfesta a nossa sociedade em decadência.
As pessoas estão se escondendo da prática particular e pública da confissão e arrependimento sincero.
Este tipo de pregação não encontra muito lugar nos púlpitos.
Que o Senhor levante em nossa geração, pregadores que "jamais deixem de anunciar todo o designio de Deus" (Atos 20:27) Que Deus tenha misericórdia de nós.

sexta-feira, junho 11

A COMUNICAÇÃO NO CASAMENTO

A COMUNICAÇÃO NO CASAMENTO
1 – QUAL O NÍVEL DE COMUNICAÇÃO NO CASAMENTO?
Nível 4 – Superficial
Nível 3 – Falar dos outros
Nível 2 – Falar o que pensa sobre as coisas
Nível 1 – Honestidade, abertura – é vital
2 – PROBLEMAS PARA A COMUNICAÇÃO
A – Pessoas que nunca aprenderam a se comunicar
B – Tem medo de expor o que pensam e sentem.
C – Não querem ser ofendidos por pessoas que discordam delas!
D – Atitude errada – “Falar não resolve nada, então...”
E – Inferioridade – auto-imagem muito baixa – pensa que não tem nada a oferecer!...
F – Lágrimas, gritos, violência, silêncio, caretas.
Demonstrações físicas são uma tentativa de comunicação, mas não são eficazes.
3 – DEUS É O MELHOR COMUNICADOR – JOÃO 1:14 – FEZ CARNE!

4 – DEZ PRINCÍPIOS PARA MELHORAR A COMUNICAÇÃO NO LAR:
1 – Comunicação é sempre uma rua de mão dupla
2 – Escolha o tempo certo para se comunicar – Efésios 4:26
5 Sugestões:
A) Nunca depois das 22:00 h (muito tarde).
B) Nunca brigue ou discuta na frente de seus filhos.
C) Não brigue em público!
D) Não resolver problema quanto um está em atividade.
E) Marque com sua esposa uma hora e cumpra o trato.
3 – Fale a verdade, mas fale em amor – Cl 3:9; Ef 4:15,25
4 – Não use o silêncio para frustrar o seu parceiro. Contrário é Pv 11:13; 13:3;17:27,28
5 – Não seja precipitado em responder. Pv 15:28
6 – Não se envolva em rixas – Ef 4:26; Pv 17:14; Ef 4:31
7 – Não responda com raiva – Pv 15:1 – ilustração do carro
8 – Evite aborrecer seu cônjuge – Pv 10:19, Pv 21:1 – autoridade
9 – Esteja disposto a dizer 3 coisas
A – Eu estava errado
B – Por favor me perdoe
C – Eu amo você Ef 4:32, Ef 5:25, II Sm 12:13
10 – Não critique ou culpe seu cônjuge – Gl 6:1 Jardim do Éden – Eva – serpente!...
CONCLUSÃO: Vamos treinar a nº 9?

quarta-feira, junho 9

DEZ MANEIRAS DE ACHAR MAIS TEMPO PARA LER A BÍBLIA



1 - Ponha seu celular ou despertador para tocar 10 minutos antes do seu horário habitual, para ler alguns trechos da Palavra.
2 - Deixar uma porção bílica debaixo do travesseiro (ou mesmo escrever na fronha, com caneta para tecido, vários versículos), para ler antes de dormir. Se estiver sem sono, aproveite para ler.
3 - Assista menos televisão - vai sobrar tempo, com certeza para dar uma espiada nos trechos bíblicos.
4 - Ter versos escritos em papel e grudados no espelho do banheiro, na porta da geladeira etc Onde sua imaginação mandar...
5 - Levar sempre uma porção escrita, no bolso para estar decorando a Palavra de Deus.
6 - Leve um pequeno Novo Testamento quando estiver no dentista, cabeleireiro etc, afinal, para que ler revistas velhas?
7 - Nunca viaje sem um exemplar na Palavra, quem sabe, quando menos esperar pode haver uma oportunidade à vista...
8 - Tenha sempre um exemplar no porta-luvas do carro, pois quem sabe num trânsito engarrafado não vai perder seu tempo.
9 - Leve um exemplar para a fila do banco, pois nunca se sabe...
10 - Grave mp3 com textos bíblicos. Em uma viagem longa ouvir a Palavra de Deus sempre é bênção. E lembre-se: Mais vale uns poucos versículos na mente e no coração, do que uma Bíblia inteira empoeirada na estante da sala.

terça-feira, junho 8

FRASES...

"Por mais zelosamente que o cristão ore, por mais que frequente os cultos regularmente, por mais que pregue; se nao viver a vida de Cristo, ele não promoverá a glória de Deus, mas a desonra".

Frase do chinês Wang Mingdao, escritor e líder espiritual, que passou 22 anos preso por sua fé, morto em 28 de julho de 1991.


O silêncio não é a arma dos tolos, é o escudo da covardia, porque falar exige coragem e sabedoria; discernimento e compreensão; força e fraqueza; ternura e firmeza; habilidade e técnica,  e  uma profunda análise da situação, prerrogativas, que certamente não temos condições de preencher.
Anônimo

sábado, junho 5

O QUE RICHARD DAWKINS NÃO CONSEGUIRIA JAMAIS, UMA BÍBLIA O FEZ...

TESTEMUNHO - Tudo começou num quarto de motel

São dezesseis filhos no lar dos meus pais, Sou o mais jovem dos onze homens.
Aos cinco anos saía com meus irmãos mais velhos e um deles me levou ao álcool. Uma noite estávamos num bar, ele pediu uma cerveja e perguntou-me se eu queria uma coca-cola. Respondi: "Nao, quero uma cerveja". Se você vai beber cerveja eu também quero". Meu irmão não pensou que eu bebesse, mas bebi duas. Sim, eu contava apenas cinco anos de idade, mas justamente nesse tempo, satanás começou a trabalhar na minha vida. Cresci bebendo em toda a oportunidade que vinha. Claro, que dinheiro não era fácil de arranjar, quando criança. Na adolêscência, porém, com os colegas, procurávamos alguém que pagasse para nós. Quando eu era jovem, ainda, não usava drogas, mas se elas estivessem atuando tanto quanto hoje, certamente, experimentaria tudo quanto o inimigo pudesse me oferecer.

No Caminho para o Inferno

Casei-me aos 18 anos e continuei na vida de pecado. Foram tres os nossos filhos: dois meninos e uma menina. Durante vinte anos trabalhei em casas de jogos. Os dois filhos adoravam este pai e aquilo me fazia feliz. Eles me olhavam como se eu fosse Deus e eu sabia disto, porém não desfazia esta imagem. Seguiam os meus passos, onde quer que eu fosse, nos diferentes trabalhos.
Tornei-me proprietário de bares onde vendia cerveja, pois gostava tanto de beber, que deste modo já satisfazia meu vício. E assim satanás continuava a enlaçar-me. Exercia completo controle em minha vida, o que ele queria que eu fizesse, eu fazia.
Quando criança, cheguei a ir à igreja, mas não me incomodava que minha vida, desta maneira, me levaria ao inferno e com sinceridade falava:"Vou para o inferno, mas isto não é problema para mim".

Encontrei uma Bíblia

Mais tarde fui vendedor de uma firma de alumínio. Certa manhã, num motel, acordei, a fim de ir trabalhar. Olhei através da janela, o tempo estava péssimo, mas resolvi sair de qualquer maneira e conseguir freguesia. Após rodar pela cidade, não consegui nenhum freguêz. Às dezoito horas, resolvi encerrar as atividades daquele dia e reiniciar cedo na manhã seguinte. Comprei um sanduiche e levei para meu quarto de motel. Comi o sanduiche e sentei-me para ver um pouco de televisão. Preferi deitar cedo e descansar bem à noite.
Apaguei a luz, mas não conseguia dormir, rolando de um lado para outro da cama. Levantei-me e novamente liguei a TV, a fim de esperar pelo sono. Estava arrasado. Então, tive a idéia de pegar um papel para escrever e assim forçaria o sono. Fui à portaria do motel, porém estava fechada. Voltei. Em meu quarto, em cima da mesinha que ficava em frente a janela, estava um livro. Os "Gideões" haviam estado ali. É claro, que não era aquele livro que eu estava procurando.

Caminhando para o lago de fogo

Comecei a rodar pelo quarto e, não sei porque, parei junto àquela Bíblia. Pensei que se lesse um pouco, o sono chegaria para mim. Apanhei aquele livro e comecei uma leitura desinteressada. Como sabem, a Bíblia distribuída pelos Gideões apresenta uma página inicial com sugestoes para a leitura. Passe por cima da primeira sugestão acerca do caminho da salvação e, em seguida, li - trechos para quando estiver sem coragem, quando estiver deprimido, quando estiver derrotado e outros tópicos bem sugestivos. Iniciei a leitura, mas não funcionou, não conseguia dormir.
Tive então a idéia de começar a ler do fim do livro e então ler até vir o sono. Li o último capítulo, então interrompi mais uma vez e passei a ler do princípio do Apocalipse. Continuei lendo até o capítulo vinte e parei no verso quinze. O trecho fala daqueles cujos nomes não estão escritos no Livro da Vida e afirma que os mesmos estão indo para o lago de fogo. Aquilo me chamou a atenção. Voltei e li novamente. A leitura não me fez dormir, pelo contrário, fiquei mais acordado ainda. Olhei para o que estava escrito e novamente reli. Parei, e li ainda mais uma vez.
De repente estava eu ali, segurando a Bíblia e olhando para aquelas palavras. A esta altura, senti-me em pé ao lado de um lago, não sei se estava sonhando, ou não, pois tudo foi tão rápido. Mas, não era um lago para se pescar. Era um lago de fogo, que fervia sem parar e eu me encontrava em pé, na borda, olhando aquele lago. Sim, o lago estava ali e eu podia vê-lo. Em pé na minha frente estava Deus. Não podia contemplar a sua face, mas sabia que era Deus. Ele disse que jogasse meus dois filhos dentro do lago de fogo. Olhei, e eles achavam-se em pé atrás de mim - como eles tem estado durante suas vidas. Sempre seguiam meus passos, e ali estavam eles. Deus disse: "Você está jogando seus fihos no lago de fogo". Comecei a implorar e suplicar. Eu disse: "Deus, sei... sei que o lago de fogo é meu destino. Sei que este é o lugar para onde vou, mas não me faça jogar meus fihos lá; Não faça isto comigo. Não pode fazer isto comigo!". Parecia que Deus olhava para mim e dizia:" Filho, não estou fazendo isto com você. Você próprio é que está fazendo. Você está conduzindo aqueles rapazes para o lago de fogo".
Senti também como se Ele projetasse, como num filme, toda a minha vida, lembrando-me que nem uma vez se quer, eu havia orado com eles. Eles nunca tinham me visto orar. E muito menos lendo a Bíblia. Nunca insisti que fossem à igreja. Sua mãe os fazia ir, e algumas vezes ia com eles, porém eu mesmo, jamais fui. Ensinei meus filhos como jogar, como beber e tudo o mais que satanás havia me ensinado. Foi este o caminho pelo qual conduzi meus fihos. Havia encaminhado-os para o lago de fogo. Deus estava agora, mostrando-me estas coisas.

Dê-me outra oportunidade

Caí de joelhos perto da minha cama, e ali supliquei e implorei a Deus para perdoar-me. Sabia exatamente o que tinha que fazer e tinha que começar em mim. Pedi a Deus que me desse outra oportunidade de voltar e dizer aos meus filhos que eu estava errado durante toda a minha vida. Pedi que Ele me deixasse dizer:"Filhos, vocês me tem seguido de modo errado durante toda a vida. Não continuem assim, mas venham e sigam-me agora para Jesus". Desejava dizer-lhes que estava pensando certo agora e que eles me acompanhassem.
Ali, ao lado da cama, derramei meu coração perante Deus e confessei-lhe que era um pecador. Roguei que Ele tomasse conta de minha vida, me perdoasse, transsformasse e me fizesse um cristão verdadeiro. Deus me entendeu e colocou no meu coração o desejo de sair e propagar a sua mensagem onde pudesse ir e a quem fosse possível alcançar.
Deus tem operado grandes milagres em minha vida: o primeiro, foi o milagre da salvação, o segundo o da transformação - o milagre dum ex-alcoólatra, agora arrependido aos pés de Deus, a suplicar-lhe perdao e também a vitória de não mais voltar a beber.
Porém há outro milagre e este concernente à minha esposa, vítima de um tumor cerebral. Durante toda a minha vida, ouvi dizer que Deus curava as pessoas, se para tanto fosse feito pedido a Ele. Sabia também que Deus havia me curado do câncer da alma, havia realizado verdadeiro milagre na minha vida, dando-me vida eterna. Por que Ele não podia sarar um tumor de cérebro? Orei. Os médicos fizeram os exames especializados e tudo estava pronto para operar na manhã seguinte. Entretanto quando outra radiografia foi feita, a mesma revelou que não havia mais tumor algum ali. Deus havia curado.
Paro agora para pensar e sei que alguém intercedeu por mim a Deus, com fé, e Ele usou todos os meios para salvar-me. Eu não ia à igreja, então Deus teve que vir ao quarto de motel. Agradeço a Deus pelos gideões que estiveram naquele quarto quando eu precisava deles, quando o Espírito Santo desejava alcançar-me com a Palavra de Deus.
Não somente meu caçula veio a Cristo, mas ele tem levado outros ao Senhor. Quatro dos meus irmãos já faleceram, dos doze restantes, dez já professaram a Cristo como Salvador. Dos que morreram, um aceitou a Cristo antes de morrer.

E tudo começou com uma Bíblia naquele quarto de motel.
Bill Thompson

quinta-feira, junho 3

CAMUFLAGEM INÚTIL


Você, como verdadeiro cristão, o que escolheria?
Muitos preferem "Oásis" ao invés de "Cruz". Tenho visto pessoas que se dizem cristãs, mas sendo dominadas por um apego materialista "vantajoso", acima do que o evangelho de Jesus nos incita a perseguir. São os ditos "inimigos" mascarados do cristianismo. Até quando teremos que sofrer este círculo vicioso de aproveitadores do reino de Deus, que vestidos para uma peça de teatro, conseguem disfarçar as intenções malígnas do coração? Não é de admirar que o testemunho de muita gente não valha nem um tostão e que tanto esteja difamando a cruz de Cristo. A Bíblia fala dos enganadores e dos comedores, cujo deus é o próprio ventre. Que como o galo da fábula:"O Galo e a Pérola", tendo ciscado e encontrado uma jóia preciosa, a despreza por não serem grãos de milho. Com tristeza no meu coração, nestes 24 anos acompanhando meu marido no ministério, sou levada a dizer, com profundo pesar, que muitos líderes são inimigos da Cruz de Cristo, e vivem como se pudessem esconder tais atitudes. Vivem com aquelas roupas de militares: camufladas e com galhos na cabeça, achando que assim podem se esconder dos inimigos. Ehehehehe

ESTOU EM CONSTRUÇÃO...


Enquanto no mundo, estamos em constante construção. Penso nisso sempre , mesmo que o nosso corpo exterior esteja cada vez mais corrompido pela idade, graças a Deus estamos em fase de crescimento espiritual, numa maturidade em constante evolução. Não penso mais, como quando tinha apenas dezoito anos. Minha visão agora está bem mais sóbria ehehehehe. O último passarinho voou do ninho, mas o dono deste ninho está presente, cada dia mais próximo e real. Uma paz que excede todo entendimento vem do nosso Pai celestial, Aquele que é o arquiteto supremo e que cuida da nossa habitação. Um dia nosso corpo será transformado de terrestre em celestial e nossa vida solidificada na terra irá cair no total esquecimento ( apagado definitivamente) de nossa mentes. Nesta metamorfose tão bem mostrada na lagarta que se transforma em borboleta, nesta dor de mudança, somos confortados pelo poder de Deus. Nada pode abalar a fé daqueles que encontram o seu descanso no Senhor - nEle estamos firmados para sempre. Pode haver consolo maior e mais dinâmico? Jamais qualquer filosofia humanista e medíocre será capaz de substituir a apaixonante tragetória da graça em nossa vida; através da mais humilde e fantástica pessoa que pisou este nosso planeta em decadência - JESUS CRISTO - O Rei dos reis.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

FIQUE POR DENTRO