مرحبـاً Selamat Datang Welcome Bienvenue Добро пожаловать Bienvenidos Sejam Bem-vindos

quinta-feira, novembro 7

Quantidade de gases-estufa na atmosfera atinge recorde, diz agência da ONU sobre o clima

7 de novembro de 2013 · Destaque
Tamanho da fonte: Aumentar o tamanho da letraDiminuir o tamanho da letra
Share
Ao absorver a maior parte do calor preso por gases-estufa na atmosfera, os oceanos estão atrasando alguns dos impactos da mudança climática. Foto: OMM/Olga Khoroshunova
Ao absorver a maior parte do
 calor preso por gases-estufa
 na atmosfera, os oceanos estão
atrasando alguns dos impactos
da mudança climática.
 Foto: OMM/Olga Khoroshunova
A quantidade de gases de efeito estufa na atmosfera atingiu um
 nível recorde em 2012, agravando a mudança climática que vai
 moldar o futuro do planeta pelos próximos milênios, afirmou a
 Organização Meteorológica Mundial (OMM) na quarta-feira (6).
O Boletim anual sobre os Gases de Efeito Estufa da agência mostra
 que, entre 1990 e 2012, houve um aumento de 32% na radiação,
forçando o efeito do aquecimento do planeta devido a uma alta
quantidade de dióxido de carbono (CO2) e outros gases de longa
 duração que retêm o calor na atmosfera, como o metano e o óxido nitroso.
O dióxido de carbono, vindo principalmente das
emissões relacionadas aos combustíveis fósseis,
foi responsável por 80% deste aumento, informou a OMM.
 O aumento de CO2 na atmosfera entre 2011 e 2012
foi superior à sua taxa média de crescimento ao longo dos últimos 10 anos.
As últimas descobertas “destacam mais uma vez como gases-estufa de
 atividades humanas têm perturbado o equilíbrio natural da nossa atmosfera
 e contribuem significativamente para as alterações climáticas”, disse o secretário-geral da OMM, Michel Jarraud.
Ele lembrou que o Painel Intergovernamental sobre
Mudança Climática (IPCC) recentemente afirmou que
 as concentrações atmosféricas de dióxido de carbono,
metano e óxido nitroso aumentaram para níveis sem
precedentes, pelo menos nos últimos 800 mil anos.
É importante ressaltar que o boletim sobre os gases de efeito
estufa fala sobre a concentração atmosférica e não sobre as
 emissões, que representam o que vai para a atmosfera.
As concentrações representam o que permanece na atmosfera
após o complexo sistema de interações entre atmosfera, biosfera e oceanos.
Ao mesmo tempo, o Relatório sobre a Lacuna de Emissões
  (do inglês Emissions Gap Report), lançado também na
quarta-feira (6) e coordenado pelo Programa das Nações
Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA), diz que se a
comunidade internacional não tomar alguma atitude,
vai ficar difícil manter a um baixo custo o aumento da temperatura
da Terra inferior a 2°C e uma série de desafios serão criados.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

FIQUE POR DENTRO